15 nomes de filmes que seriam muito piores se traduzidos literalmente


15 nomes de filmes que seriam muito piores se traduzidos literalmente

Reprodução/Montagem
Você já deve ter lido pelas web alguma publicação do tipo "traduções horríveis de nomes de filmes", porque isso é tão demodê quanto piadinha sobre atendente de telemarketing.

OK, concordamos que o pessoal que faz a distribuição dos filmes estrangeiros no Brasil é pra lá de criativo, e nem sempre (quase nunca, na verdade) são felizes em suas escolhas. O fato é que, historicamente, os filmes no nosso país têm no título um apelo forte pra obra, talvez mais do que tenha em Hollywood. 

Mas, tentando redimir o trabalho desse pessoal (que me pagou o total de zero reais pra isso) nós preparamos uma listinha esperta com 15 nomes de filmes que, sério, seriam muito piores se viessem pra cá intactos. Então pega sua noiva nervosa ou seu noivo neurótico e aperta o cinto que a lista vem aí!



Reprodução

#15 JOGOS MORTAIS

Título originalSaw
Tradução literal: idem (ou, analogamente, Quebra-cabeças)
Esta franquia de filmes de terror, que fez muita gente se mijar nas calças em 2004, ganhou o título de "Saw" em inglês. Relacionando-se ao nome do maníaco da história, Jigsaw - que pode ser entendido como "quebra-cabeças", em português este título até seria enigmático, mas "Jogos Mortais" condiz muito mais com a história. "I want to play a game", se lembra?


Reprodução

#14 NUNCA FUI SANTA

Título original: Bus Stop
Tradução literal: Ponto de ônibus
Marilyn sempre foi o tipo de atriz que chamava os espectadores pra ver o filme dela, e não com ela. Carregando de sensualidade toda a sua filmografia, convenhamos que um "Ponto de ônibus" não seria nada chamativo. "Nunca fui santa" foi uma escolha memorável: quem não sentiria curiosidade de conhecer os pecados da vida de Marilyn?


Reprodução

#13 OS GAROTOS DA MINHA VIDA

Título original: Riding in Car With Boys
Tradução literalDirigindo o carro com os garotos
Se os produtores brasileiros erram por diversas vezes, convenhamos que os americanos também não são perfeitos. OK, o filme vem de um livro, e sabemos que os autores têm direito de dar o nome que quiserem ao que escrevem. Mas "Dirigindo o carro com os garotos" seria um péssimo título, ainda mais pra um filme tão bom. "Os garotos..." capta a essência da história, que acompanha a personagem de Drew Barrymore e os garotos que influenciaram sua trajetória, do marido ao filho.

Reprodução

#12 ASSIM CAMINHA A HUMANIDADE

Título original: Giant
Tradução literalGigante
Um filme com Liz Taylor e James Dean chamado "Gigante", ou um filme com Liz Taylor e James Dean chamado "Assim Caminha a Humanidade"? Uma pena que Lulu Santos acabou com o épico do título do filme ao criar uma música que se tornou mais popular que a película.



Reprodução

#11 NOIVO NEURÓTICO, NOIVA NERVOSA

Título originalAnnie Hall
Tradução literal: idem
Você provavelmente adora Woody Allen, e pode ser do tipo que acha a tradução em português de "Annie Hall" uma heresia que deveria levar os produtores brasileiros à forca. Mas "Noivo neurótico, noiva nervosa" capta a total essência da obra esquizofrênica do cara: um cara velho que, por algum motivo ainda não estudado pela ciência, consegue se envolver com uma mulher jovem e linda. Mas temos uma crítica ao título em português: essa mulher deve ser tão bitolada que o mais certo era ela ser a neurótica da história toda.

Reprodução

#10 ENCONTROS E DESENCONTROS

Título originalLost in Translation
Tradução literalPerdidos na tradução
Sofia Coppola dirige um filme sobre dois estrangeiros no Japão cujas vidas se enlaçam pela dificuldade de serem compreendidos no lugar em que estão. Um caso de título que soa bastante poético em inglês, mas que no máximo pareceria título de livro didático em português: "Perdido na tradução - como não cair nessa cilada".


Reprodução

#9 O DEMÔNIO DAS ONZE HORAS

Título originalPierrot, le fou
Tradução literalPierrô, o louco
Godard é um tipo clássico de diretor de "filme francês", essa denominação genérica que deixa a turminha cult molhada só de pensar. OK, o título em português não tem absolutamente nada a ver com a história. Mas calma: o título em francês também não.



Reprodução

#8 MEU ÓDIO SERÁ TUA HERANÇA

Título originalThe Wild Bunch
Tradução literalO bando selvagem
Os produtores originais deveriam agradecer aos brasileiros por terem elevado um filme com "bando" no nome a um épico "Meu ódio será tua herança". Dá até pra imaginar os fenos rolando pela estrada vazia e o mocinho prometendo o ódio como herança para o vilão enquanto saca a pistola depois de andar 15 passos. Ponto pro Brasil!


Reprodução

#7 PAGANDO BEM, QUE MAL TEM?

Título originalZack and Miri Make a Porno
Tradução literalZack e Miri fazem um pornô
Se em inglês o título não foi confundido pelos cinéfilos com alguma obra do cinema adulto, o mesmo talvez não acontecesse no Brasil. "Zack e Miri fazem um pornô" seria uma péssima escolha, que talvez funcionasse melhor numa produção B da Brasileirinhas. O filme é ótimo, e "Pagando bem..." realmente se relaciona com a história sem entregar o roteiro ou parecer algum remake de pornochanchada.

Reprodução

#6 APERTEM OS CINTOS, O PILOTO SUMIU!

Título originalAirplane
Tradução literalAvião
Uma comédia pastelão histórica chamada "Avião". A-VI-ÃO. Esse é um exemplo de filme em que os tradutores consertaram o estrago que os produtores originais fizeram. OK, você precisa respeitar a obra original blá blá blá, mas sério,  "Apertem os cintos, o piloto sumiu!" dá vontade de rir só de imaginar a cena toda. Nada mais justo pra um dos filmes mais engraçados já feitos.

Reprodução

#5 ESQUECERAM DE MIM

Título originalHome Alone 
Tradução literalSozinho em casa
"Sozinho em casa" é um título depressivo, do tipo "fui abandonada e estou comendo um pote de sorvete assistindo Bridget Jones". E não seria lá um título muito atraente pras crianças assistirem na Sessão da Tarde.




Reprodução

#4 OS FANTASMAS SE DIVERTEM

Título originalBeetlejuice
Tradução literal: idem (ou Besouro Suco, se a pessoa que fosse traduzir tivesse tomado um ácido)
Poucos filmes conseguiram misturar tão bem o terror e a comédia quanto essa obra-prima dos anos 90. Beetlejuice é um personagem lendário que tem todo o direito de ter um filme só pra ele. Mas, novamente, é um título pouco atraente em português. Tudo bem que "Os fantasmas se divertem" foi uma escolha um pouquinho ingênua, considerando o macabro da coisa toda.

Reprodução

#3 CORRA QUE A POLÍCIA VEM AÍ!

Título originalThe naked gun
Tradução literalA arma nua
O mesmo caso de "Apertem os cintos...". O título original é simplesmente sem graça, pronto, acabou. Deixem de ser ranzinzas e agradeçam aos produtores brasileiros por "Corra que a política vem aí" no lugar de "A arma nua" (ou algum trocadilho que isso queira dizer em inglês e que, obviamente, não funcionaria em português). A propósito: Leslie Nielsen <3


Reprodução

#2 PECADOS ÍNTIMOS

Título originalLittle children
Tradução literalCrianças pequenas
Este drama espetacular, estrelado por uma Kate Winslet vivendo a vida suburbana de uma intelectual fracassada, é grandioso demais para caber em "Crianças pequenas". Quem assistiu deve concordar conosco quando afirmamos que "Pecados Íntimos" foi um título perfeito para uma história que envolve traição, covardia, mentira, punição e redenção, tudo ao mesmo tempo. 

Reprodução

#15 CURTINDO A VIDA ADOIDADO

Título originalFerris Bueller's Day Off
Tradução literal: O dia de folga de Ferris Bueller
Perceba: o trabalho de tradução consiste em não apenas transcrever algo em outra língua, mas fazer uma interpretação de uma cultura para outra. "O dia de folga..." simplesmente não funciona bem em português. "Curtindo a vida adoidado" faz uma propaganda um pouquinho exacerbada da coisa toda - afinal, o Ferris só tirou um diazinho pra ser porra louca -, mas é criativo e deixa o espectador curioso pra ver as altas aventuras que essa turminha muito esperta vai aprontar na telinha.



Com informações de:

Obrigado pelo seu comentário