Só aqui! Conheça a história do Lanterna Verde!


Saiba como nasceu um dos maiores defensores do universo!



Agora aqui no Melancia Atomica você pode conhecer semanalmente a historia dos principais heróis e vilões do mundo!  Vamos começar contando a historia completa de um dos Herois mais famosos e queridos no mundo inteiro, o poderoso Lanterna Verde !

Historia completa


COMO TUDO COMEÇOU 

Os Guardiões do Universo evoluíram no planeta Maltus, e são uma das primeiras formas de vida inteligente no universo. Nessa época eram humanóides altos com cabelos pretos e pele azulada. Transformaram-se em cientistas e pensadores, fazendo experimentos nos mundos em torno deles. Uma das experiências conduziu à criação de uma nova espécie, os Psions. Em um momento importante, há bilhões de anos, um cientista Maltusiano chamado KRONA utilizou a tecnologia de dobra para conseguir observar o início do universo. Esta experiência inundou o início do universo com a entropia que fez com que o mesmo já nascesse antigo.




Sentindo-se responsáveis por isto, um grupo de 36 maltusianos mudou-se para o planeta OA, no centro do universo e passou e denominar-se os GUARDIÕES DO UNIVERSO. Seu objetivo era simples: combater o mal e criar um universo em ordem. E atuaram rapidamente nesse objetivo. Durante esse período também mudaram a sua aparência para uma semelhante à atual. Uma curiosidade: desses Guardiões originais, o mais jovem deles era o atualmente conhecido como GANTHET.



PRINCIPAIS AÇÕES DOS GUARDIÕES



Antes que a vida existisse na terra, aprenderam como manipular o que chamaram A CHAMA, e criaram posteriormente uma bateria energética central para armazenar essa energia. A energia era na verdade a força de vontade emanada dos habitantes do universo, e o centro do campo energético do espectro eletromagnético emocional. Poder acessar e manipular esta força de vontade deu aos Guardiões uma ferramenta definitiva para levar a cabo seus objetivos.


"A CHAMA"


Caçando aquele que caçava os mais fracos, conseguiram capturar a entidade do medo, PARALLAX. Encarceraram a criatura na bateria central, esperando bloqueá-la para sempre.


Parallax



Milênios atrás, depois de uma prolongada guerra, conseguiram um acordo com a espécie REACH, uma raça alienígena que passou a ser a fonte de poder do escaravelho azul ligado ao super-herói BESOURO AZUL.


Besouro azul


As criaturas demoníacas do Império das Lágrimas foram subjugadas e encarceradas no planeta proibido de Ysmault.

Planeta de Ysmault


Tentando remover a magia do universo, concentraram toda a energia mística o quanto possível em uma esfera chamada Coração Estelar. Este transformar-se-ia posteriormente no anel e na lanterna dos lanternas verdes.

Anel lanternas verdes


Em Marte, os Guardiões confrontaram a raça destrutiva conhecida como BURNING e dividiram a raça em duas espécies novas: os Marcianos verdes e os Marcianos brancos. Os Guardiões mudaram seu comportamento reprodutivo, e deram-lhes um medo inerente ao fogo a fim de tentar deter sua espécie de destruir o restante do universo.

Marciano Branco


CAÇADORES CÓSMICOS robóticos foram criados para patrulhar o universo. Os Caçadores rebelaram-se, acreditando que eles eram superiores aos Guardiões e deveríam estar no controle, e por isso foram exilados.

Caçadores Cosmicos


Um deus enlouquecido que constituía-se no setor 3600 completo conhecido como GALÁXIA INSANA foi derrotado pelos Guardiões após uma batalha violentíssima. Após deixarem bem claro ao setor que eles eram superiores, Os Guardiões o aprisionaram para todo o sempre.

Galaxya Insana


A raça insectóide dos Tchkk-Tchkki, conhecida mais tarde como LEGIÃO, foi confinada em uma redoma esmeralda em torno de seu mundo.

Raça Insectoide


Alcançaram um acordo com a Guilda das Aranhas por meio do qual os Guardiões permaneceriam fora do espaço do Sistema Estelar Vega. Devido a este acordo os Omega Men transformaram-se nos únicos defensores da paz em seu setor.

Omega Men

Depois do projeto fracassado com os Caçadores Cósmicos, os Guardioes criaram outras maneiras de opor-se ao mal no universo. O Globo Esmeralda era uma máquina de ensino inteligente criada com energia esmeralda, programada para educar espécies sencientes sobre todos os acontecimentos do universo e capaz de alterar momentaneamente a realidade para atingir este objetivo.

Globo Esmeralda

Os Hallas, uma tropa de Polícia Intergaláctica que utilizavam pistolas que utilizaravam a energia esmeralda, foram breves sucessores dos Caçadores Cósmicos e precurssores da bem-sucedida Tropa dos Lanternas Verdes.

Os hallas


Finalmente, a Tropa dos Lanternas Verdes foi estabelecida para substituir os Caçadores Cósmicos e os Hallas. Aos Lanternas verdes foi dado uma fração da energia da Bateria Central em Oa, acessada através de um anel.

Tropa Lanternas Verdes

Em oposição a Apokolips, empreenderam uma guerra. Após diversas tentativas de infiltração no lar de Darkseid, decidiram por uma guerra aberta contra seu governo. A Tropa foi derrotada fragorosamente com 2/3 de seu efetivo destruído. O ataque em Apokolips terminou com uma trégua.

Apokolips

Os Guardiões guiaram Kal-EL (Superman) em sua viagem à Terra.

Superman foi ajudado pelos Guardioes

Durante a Crise nas Infinitas Terras os Guardiões dividiram-se em 2 facções. Um grupo minoritário desejou ter um papel mais agressivo na destruição das forças do Antimonitor e recrutou o humano Guy Gardner para atuar como seu Lanterna Verde. O fracasso dos Guardiões numa atuação decisiva durante a 1ª Crise fez com que decidissem retirar-se temporariamente do Universo.

Guy Gardner


CONSEQUÊNCIAS


A rebelião dos Caçadores Cósmicos levou ao surgimento de alguns cismas. Um grupo de Oanos (Controladores) concluiu que a única maneira de proteger o universo era o controlar.As oanas fêmeas (Zamaronas) não sentiram nenhuma necessidade de envolver-se nos problemas do universo. Ao longo dos séculos, os 2 grupos evoluíram numa filosofia contrária à dos Guardiões.


Oanos


Outros grupos igualmente separaram-se dos Guardiões: um certo grupo estabeleceu-se na Terra, transformando-se na origem das lendas dos "leprechauns" e lá permaneceram ocultos, até serem redescobertos milênios mais tarde por um dos Guardiões originais, Ganthet.

Ganthet


Os Caçadores Cósmicos tornaram-se em inimigos declarados dos Guardiões.

Caçador cosmico em batalha contra um Lanterna


A batalha de Apokolips terminou com uma trégua, com os guardiães forçados a abandonar um soldado (Raker Qarrigat) à mercê de Darkseid. Temendo dissenssões, ordenaram que todos os registros sobre a guerra fossem apagados.


Raker Qarrigat


HISTÓRIA RECENTE



Os Guardiões foram praticamente extintos quando PARALLAX tomou o controle de Hal Jordan. O único sobrevivente fora Ganthet. Sacrificaram-se para criar um último anel de poder, mais poderoso que todos os outros antes dele. O próprio planeta Oa foi destruído em uma batalha entre Hal Jordan Parallax e Kyle Rayner, mas foi reconstruído como o último desejo do anel de poder original de Hal Jordan, sendo acessado por Tom Kalmaku. Os Guardiões foram recriados quando Kyle Rayner, como ÍON, recarregou a bateria central. Rayner perdeu seu poder e sua identidade de Íon, mas esse sacrifício liberou todas as energias oanas latentes em seu anel, que mantinham o código genético dos oanos. Os imortais apareceram como crianças primeiramente, mas tornaram-se adultos rapidamente e mantiveram as personalidades que tinham antes de criarem o anel do poder de Kyle Rayner. Ao contrário de antes, no entretanto: os Guardiões agora eram machos e fêmeas, e não somente machos. Kyle Rayner lhes tinha feito como crianças no intuito de que crescesseme se tornassem menos "racionais" do que seus antecessores, mas isto não funcionou. Pelo contrário, os "novos" Guardiões eram tão lógicos e calculistas como antes. Uma deles (Lianna) diferente dos demais, reverteu à aparência original dos maltusianos, no processo.

Com seu renascimento começaram a reconstruir a Tropa dos Lanternas Verdes aproveitando os veteranos para treinarem os novos portadores dos anéis. A metamorfose recente de Kyle Rayner em ÍON foi novamente parte de uma nova experiência dos Guardiões: a evolução da Tropa. Além dessa experiência, os Guardiões refortificaram Oa criando uma armadura envolvendo todo o planeta e um sistema defensivo para impedir ataques bem sucedidos contra eles.


A GUERRA DOS ANÉIS CONTRA A TROPA SINESTRO


A guerra contra a Tropa Sinestro forçou-os a reescreverem o Livro de Oa, adicionando 10 novas leis. Em seguida expulsaram Ganthet e Sayd de seu Conselho, porque estavam experimentando emoções, o que era considerado não permitido.

A 1ª lei permitiu a força letal contra a Tropa Sinestro. Durante a invasão da Tropa Sinestro à Terra, os Guardiões decidiram atribuir novamente a entidade Íon a Sodam Yat, um daxamita que adquiría habilidades semelhantes às do Superman em exposição ao sol amarelo da terra.

Quando o Antimonitor iniciou a absorção da matéria positiva da terra, os Guardiões entraram na batalha e liberaram seu poder no chamado "Guardião do Medo", em parte influenciados pelo desapontamento do fracasso na 1ª Crise. Entretanto, o Antimonitor suporta o ataque combinado do grupo, e consegue com sucesso queimar uma Guardiã fêmea. Felizmente, John Stewart e Guy Gardner põem em ação um plano para usar o Mundo Bélico com sua bateria de poder como uma arma contra o Antimonitor, enfraquecendo-o seriamente. Após Superboy-Primordial apresentar traição contra o Antimonitor, os Guardiões concentram sua atenção nele, e um dos Guardiões sacrifica sua vida para expulsar o Primordial da realidade da Nova Terra atuando como uma bomba humana. Com prisão de Sinestro por Hal Jordan, o re-encarceramento de Parallax, e as supostas mortes do Antimonitor, Hank Henshaw, e Superboy-Primordial, a Tropa Sinestro bate em retirada para os confins da galáxia.

A ASCENSÃO DA TROPA DOS LANTERNAS VERDES



Após a Guerra dos Anéis, Os Guardiões, seguindo o exemplo da cada vez mais militante Guardiã SCAR, decidiram tomar medidas para que a Noite mais Densa - profetizada no Livro de Oa e rejeitada pelos Guardiões quando arrancaram seu capitulo inteiro do Livro - não se concretizasse. Criaram uma nova divisão chamada Lanternas Alfa, que seria a corregedoria dos “assuntos internos” da Tropa. Os Lanternas selecionados foram sujeitos à cirurgia invasiva que permitía que se armazenassem baterias energéticas neles e os ligassem diretamente com o Livro de Oa. Entretanto, No entanto, aparentemente também expurgou todas as emoções dos Lanternas selecionados, convertendo-os num híbrido Lanterna-Caçador Cósmico. Além diso, os Lanternas Alfa têm uma interpretação rígida e fundamentalista do Livro de Oa, não permitindo que as circunstâncias afetem suas decisões.

Por fim, os Guardiões autorizaram o uso da força letal todos os inimigos da Tropa dos Lanternas Verdes depois que detectaram um pulso de energia vermelha do ódio no espectro emocional.





Enquanto isso, a Tropa Sinestro, estando sem liderança e lutando sob uma liderança forçada e hostil de Mongul II, inicia uma campanha para aterrorizar a Tropa dos Lanternas Verdes alvejando suas famílias.Em paralelo, as Zamaronas, lançando mão do acesso à energia violeta do amor, cria a sua própria Tropa de Safiras Estrela para espalhar o amor por todo o universo. Os Guardiões decidiram tentar uma missão diplomática para dissuadir as Zamaronas de continuarem com seu intento, onde descobrem que elas capturaram diversos membros da Tropa Sinestro e os cristalizou em um esforço para encher seus corações com o amor. Os Guardiões solicitam que as Zamaronas parem com suas experiências, mas elas recusam. Considerando a ameaça da Tropa Sinestro e das Safiras-Estrela, os Guardiões adicionam uma 3ª lei que proíbe relacionamentos românticos ou físicos entre Lanternas Verdes.



Fora do conhecimento dos demais Guardiões, entretanto, a Guardiã Scar tinha sido exposta à influência energética da Noite mais Densa quando fora queimada pela mão do Antimonitor. Já não procurava proteger o universo, mas deixar a Tropa dos Lanternas Verdes enfraquecida quando A Noite mais Densa ocorresse.


Quando os Guardiões descobriram que não somente Atrocitus acessava a luz vermelha da ira, mas Ganthet e Sayd acessavam a luz azul da esperança e tinham colocado um anel de Lanterna Azul em Hal Jordan, interpretaram as ações de Ganthet e Sayd equivalentes à traição. Tentaram então remover o anel da mão de Jordan, recorrendo ao uso da energia esmeralda para arrancá-la se necessário, mas descobriram que isso não seria tão fácil. Entretanto, os Guardiões descobriram que o Lanterna Verde Stel tinha sido atacado nos arredores do sistema de Vega, e tinha sido marcado com um selo da Tropa dos Lanternas Laranjas. Em seguida, um holograma de Larfleeze, também chamado Agente Laranja e o líder dos Lanternas Laranjas, emergiu do selo e acusou os Guardiões de enviarem os Controladores para roubarem a luz alaranjada dele. Os Guardiões insistiram no fato de que os Controladores tinham cortado relações com eles há bilhões de anos, mas Larfleeze recusou-se a acreditar, declarando que o tratado entre ele próprio e os Guardiões já não valia mais e nem tinha efeito. Scar, então, amaldiçoou o holograma e propôs revogar a proibição de se acessar o sistema de Vega. Os Guardiões concordaram, mas o fizeram com algumas reservas e um pouco intrigados com a atitude de Scar.




Gostou da materia? Curta !
Saiba tudo sobre a historia de outros personagens ao longo
das semanas. Semana que vem : Capitão America









Obrigado pelo seu comentário